Observatório da Qualidade no Audiovisual

Detetives do Prédio Azul

Detetives do Prédio Azul é produzida pela Conspiração Filmes, sendo a primeira série original do canal Gloob. O enredo é centrado em três amigos (Tom, Mila e Capim nas seis primeiras temporadas; Pippo, Sol e Bento a partir da sétima) que vivem em um prédio antigo. Com o objetivo de solucionar os mistérios do prédio, o trio se equipa no seu esconderijo secreto e se tornam os Detetives do Prédio Azul. O único obstáculo do D.P.A. é Dona Leocádia (Tamara Taxman), a síndica que está sempre fazendo de tudo para impedir suas brincadeiras.

Antes do início da 7ª temporada a produção do programa decidiu promover uma série de mudanças para manter a história ‘fresca’, renovando a equipe de direção e parte do elenco, que incluiu a saída de Caio Manhente e Cauê Campos, dois dos protagonistas, sendo substituídos por Anderson Lima e Pedro Henriques Motta. Já na 8ª temporada Letícia Pedro também foi substituída por Letícia Braga, trocando completamente o trio principal na história.

A série conta com o spin-off “Vlog da Mila”, que se passa após o fim da 7ª Temporada de Detetives do Prédio Azul. Nele, a personagem conta sobre as magias novas, amigos e inimigos e o tudo que acontece no reino de Ondion.

Após o fim da 8ª temporada, a Globo anunciou um longa-metragem para o cinema, D.P.A – O Filme. O filme atingiu a marca de um milhão de espectadores se tornando o filme brasileiro de maior público de 2017. Após o sucesso, o longa ganhou uma continuação intitulada “D. P. A. – Detetives do Prédio Azul 2: O Mistério Italiano” com estreia prevista 2019.

A série é exibida em diversos horários durante o dia no canal pago Gloob. Às 6h da manhã, 11:30h, 12h e na parte da tarde a série ocupa os horários das 16h, 18:15h e 19h. Entre os horários de exibição da série, estão as produções Ana e os Robôs, Hora Do Gloobinho, Tem criança na cozinha, Esquadrão Bizarro, Alvinnn! e os Esquilos, Miraculous e ValentinsDetetives do prédio Azul é uma das produções de mais audiência do canal, sendo assim o programa está inserido nos horários nobres da programação do Gloob.

Os cenários mais explorados em Detetives do Prédio Azul são as instalações do prédio em que vivem. Entre eles os corredores, a portaria, o esconderijo, o apartamento da Dona Leocádia (Tamara Taxman) e dos detetives. A ambientação da série é essencial para o desenvolvimento da trama. O prédio é onde as ações acontecem e o lugar em que os detetives se preparam para uma nova investigação. Além disso, muitas aventuras e mistérios decorrem de problemas nas instalações do prédio ou situações relacionadas ao espaço. Como no episódio “Acabou a água”, da primeira temporada, em que falta água no prédio e a partir disso os detetives começam uma investigação para saber o motivo.

O figurino dos personagens é composto por capas de cor verde, amarela e laranja e quando não estão caracterizados como detetives as roupas utilizadas são coloridas e estampadas. No momento em que os protagonistas decidem começar investigação a primeira atitude tomada por eles é ir ao esconderijo e vestir as capas. Sendo assim, a caracterização possui uma função narrativa na trama.

A trilha sonora de Detetives do Prédio Azul é composta por três músicas ao longo de todas as temporadas. A canção “Detetives do Prédio Azul”, “Avança Como Um Trem” que é usada no encerramento e a “Música de Natal” que fez parte de um episódio especial de Natal na 8ª temporada. As duas primeiras canções possuem versos que remetem à personagem Dona Leocádia (Tamara Taxman), a principal vilã do trio de detetives. Como, por exemplo, na letra de “Avança Como Um Trem”: Não tem namoradão/ Perturba a vizinhança/ Sua esperança/ É viver um novelão. Neste sentido, a trilha sonora da série dialoga com o próprio enredo da trama. Apesar disso, as músicas presentes não possuem nenhuma influência direta na narrativa.

A fotografia de Detetives do Prédio Azul é naturalista. Porém, as cores verde, vermelho e amarelo presentes nas roupas dos protagonistas acabam prevalecendo em grande parte das cenas.

Detetives do Prédio Azul desenvolve seus arcos narrativos na cronologia presente em todos os seus episódios. Sendo assim, a edição da série é definida como linear.

A série tem como principal elemento as aventuras dos três detetives pelo prédio azul. Inseridos como um dos principais motivos dos mistérios estão temas pertinentes e de grande relevância. Entre eles a reciclagem, a preservação do ambiente, a falta de água, entre outros. Neste sentido, a série apresenta alguns conceitos sobre estes assuntos agregando conhecimento ao público. Como, por exemplo, no episódio “Calorão” em que Leocádia (Tamara Taxman) utiliza seu ar condicionado antigo para se livrar do calor. A partir disso o pai de Mila (Letícia Pedro) explica que aparelhos de ar condicionado antigos liberam gases CFC’S que são grandes poluentes da atmosfera. Outro destaque da série é o estímulo ao pensamento crítico. Como no episódio “Jornalistas do Prédio Azul” em que os detetives descobrem que Dona Leocádia (Tamara Taxman) foi alvo de uma mentira divulgada em uma matéria de um jornal e a fim de retratar a imagem da personagem, o trio decide fazer uma matéria explicando a versão verdadeira do acontecimento.

A produção apresenta diversidade em seus personagens. O trio de protagonista é composto por uma menina de pele clara, Mila/Sol (Letícia Pedro/Letícia Braga), um menino negro Capim/Bento (Cauê Campos/Anderson Lima) e um menino de pele clara Tom/Pippo (Caio Manhente/Pedro Henriques Motta). Além disso, um elemento de destaque da série é a retratação de uma personagem feminina sem que haja reforço de estereótipos ou discursos baseados no gênero da personagem. Mila (Letícia Pedro) veste a capa vermelha sonha em ser uma bruxa, para fazer magia assim como Leocádia. Ao longo da trama a personagem descobre que sua família é envolvida com magia e vai embora para Ondion ao fim da 7ª temporada, para aprender mais. Capim (Cauê Campos) gosta de histórias de terror e quer ser um escritor quando crescer. Nos primeiros episódios da 7ª temporada o personagem se muda para São Paulo para jogar futebol na seleção júnior do São Paulo, mas volta no fim da temporada para o casamento do pai. Tom (Caio Manhente) é o líder do clubinho, é ele quem cria as regras e as invenções para ajudar nas investigações. Ele vai embora junto com a sua mãe para a Índia, no começo da 7ª temporada. Sol (Letícia Braga) é a enteada de Severino substitui Mila a partir da 7ª temporada. Ela possui um par de óculos que veem através dos objetos e tiram fotos. Bento (Anderson Lima) não acredita na existência de magia dentro do prédio e procura uma explicação científica para todos os acontecimentos. Pippo (Pedro Henriques Motta) é muito otimista e impulsivo na hora de tomar algumas decisões, o personagem adora comida e culinária e sempre anda com um lançador de molho de tomate no bolso.

Detetives do Prédio Azul promove a identificação do público infantil a partir de elementos como as aventuras e brincadeiras vividas pelos personagens, como saber se Dona Leocádia (Tamara Taxman) é ou não uma bruxa, e pelas discordâncias com os pais, característica comum da fase da infância.

A presença da magia e de uma suposta bruxa na série, marcada pela personagem Leocádia (Tamara Taxman), promove a curiosidade do telespectador e a instiga a imaginação. De modo que, em alguns momentos, a série apresenta cenas em que a personagem tem atitudes semelhantes às de uma bruxa e em outros instantes Dona Leocádia (Tamara Taxman) não demonstra nenhuma característica que confirme a suspeita.

Detetives do Prédio Azul é inovadora ao inserir temas como preservação do ambiente, reciclagem, entre outros nas aventuras e brincadeiras dos protagonistas. Desta forma, a série fomenta o debate destes assuntos de uma forma eficaz para o público infantil. Outro elemento de destaque da produção é o estímulo a curiosidade presente através do olhar atento e crítico dos protagonistas sobre os acontecimentos ao seu redor e das investigações realizadas.

A série conta com vídeos no canal Mundo Gloob no YouTube.  Os vídeos fazem parte de quadros temáticos da produção. Como, por exemplo, o “Talk Show do Severino”, um programa de entrevistas conduzido pelo porteiro do prédio; O “Deu Bug” com vídeos com compilações de momentos divertidos da série; a websérie “Vlog da Mila: Os Mistérios de Ondion” e “No Som do D.P.A” com os clipes musicais das três canções presentes na série.

Detetives do Prédio Azul também possui publicações na página do Mundo Gloob no Facebook. Grande parte dos posts são relacionados a atualizações sobre a série, fotos, vídeos. Através da página o canal promove a participação do público por meio de vídeos com desafios como “Encontre o objeto perdido sem explicação” e enquetes como “Qual capa você gostaria de usar”.

Por Mariana Meyer

Ficha Técnica

  • Criadores: André Rodrigues
  • Diretores: André Pellenz/Vivianne Jundi
  • Elenco: Letícia Pedro, Caio Manhente, Cauê Campos, Tamara Taxman, Ronaldo Reis, Rodrigo Candelot, Elisa Pinheiro, Georgiana Góes, Priscila Assum, Suely Franco, Pedro Henriques Motta, Anderson Lima, Charles Myara, Miriam Freeland, Luciano Quirino, Savio Moll, Letícia Braga, Carol Futuro, Marcos Mion, Nicole Orsini, Luciana Braga
  • Exibição: 15/06/2012 – presente
  • Temporadas: 10 temporadas
  • Número de episódios: 248 episódios
  • Duração: 22 minutos

Observatório da Qualidade no Audiovisual

Comentar

Redes Sociais

Siga o #Observatório!