Observatório da Qualidade no Audiovisual

Rede Alfamed

alfamed

A Rede Interuniversitária Euroamericana de Investigação Alfamed – Competências Midiáticas da Cidadania é formada por pesquisadores argentinos, brasileiros, colombianos, chilenos, equatorianos, espanhóis, italianos, portugueses e venezuelanos, comprometidos com o interesse de criar fundamentar, desenvolver, experimentar e difundir trabalhos de investigação na Comunicação e Educação (literacia midiática) em países ibero-americanos e europeus.

O objetivo da rede Alfamed é propiciar espaços de fortalecimento para as atividades de formação, investigação, extensão, produção e difusão, associadas ao estudo sobre competências midiáticas na cidadania.

Universidades brasileiras participantes

A rede Alfamed Brasil é composta pelas seguintes universidades:

 

 

De 2014 a 2019 desenvolveu o projeto Competências midiáticas em cenários brasileiros e euroamericanos, cujos resultados podem ser encontrados no livro dossiê da pesquisa intitulado Competências midiáticas em cenários brasileiros: interfaces entre comunicação, educação e artes, organizado pelas professoras Gabriela Borges e Márcia Barbosa da Silva.

Pesquisadores

Gabriela Borges (coordenação)
Universidade Federal de Juiz de Fora

Graduada em Publicidade e Propaganda pela Universidade Federal de Minas Gerais (1993), mestre (1997) e doutora em Comunicação e Semiótica (2004) pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Realizou estágios de pesquisa na Universidade Autónoma de Barcelona (1996) e na University of Dublin Trinity College (2000-2002). Realizou pós-doutoramento sobre a televisão pública de qualidade no CIAC da Universidade do Algarve em Portugal (2005-2008), onde atuou como pesquisadora e professora do Mestrado e Doutorado em Comunicação, Cultura e Artes (2005-2012) e ainda atua como colaboradora e professora do Doutorado em Média-Arte Digital. Atualmente é professora adjunta na Universidade Federal de Juiz de Fora e atua como professora permanente do PPGCOM. Em 2019-20 realiza seu segundo pós-doutorado sobre qualidade na ficção seriada iberoamericana e literacia midiática nas universidades do Algarve e Huelva (Espanha). Participa da Rede Interuniversitária Euroamericana de Investigação sobre Competência Midiática para a Cidadania – ALFAMED, sendo coordenadora da equipe brasileira composta por UFSC, UEPG, UNB, UFTM e UNISO. Publicou os livros Qualidade na TV pública portuguesa. Análise dos programas do Canal 2: (2014), A poética televisual de Samuel Beckett (2009), organizou a coletânea Nas margens. Ensaios sobre teatro, cinema e meios digitais (2010) e co-organizou os livros Estudos Televisivos: Diálogos Brasil_Portugal (2011), Televisão: formas audiovisuais de ficção e de documentário Vol I (2011), Vol II (2012) e Vol IV (2015) e Discursos e Práticas de Qualidade na TV (2008) e publicos em diversos periódicos científicos. Tem experiência na área de Comunicação, com ênfase em Estudos Audiovisuais e Novas Mídias, atuando principalmente nos seguintes temas: Televisão, Literacia Midiática, Cinema, Artes e Mídias, Serviço Público de Televisão e Dramaturgia de Samuel Beckett.

Lattes: https://bit.ly/3bx3qV2

Márcia Barbosa da Silva (vice-coordenação)
Universidade Estadual de Ponta Grossa

Graduada em Pedagogia pela Universidade de São Paulo (1989). Possui Mestrado em Educação pela Universidade de São Paulo (1997) e Doutorado pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, com estágio sanduíche na Universidade do Algarve-PT (2011). Atualmente é professora adjunta do Departamento de Pedagogia da Universidade Estadual de Ponta Grossa. Coordena O LUME – Laboratório e Núcleo de Estudos e Pesquisas em Mídia e Educação que realiza projetos de pesquisa e extensão na área, atuando principalmente com os seguintes temas: formação de professores, mídias, literacia, competência midiática. Participa da Red Interuniversitaria Euroamericana de Investigación en Competencias Mediáticas para la Ciudadanía ? ALFAMED. Coordenou os Projetos: Competências Midiáticas no Contexto Educacional dos Campos Gerais e Mídia e Juventude: contribuições para uma leitura crítica de mundo, ambos com fomento da Fundação Araucária. Desenvolve o projeto Cineclube como estratégia de desenvolvimento de competências midiáticas no contexto educacional da educação infantil e anos iniciais em parceria com a Universidade Autónoma de Lisboa.

Lattes: https://bit.ly/3a11yCb

Monica Fantin
Universidade Federal de Santa Catarina

Doutora em Educação pela Universidade Federal de Santa Catarina com Estágio no Exterior, na UCSC, Milão, Itália. Realizou Pós-Doutorado em Estética no Departamento de Filosofia da Università Cattolica del Sacro Cuore, Milano. Professora Associada do Centro de Educação da Universidade Federal de Santa Catarina, atua no Curso de Pedagogia e no Programa de Pós-graduação em Educação, Linha de Pesquisa Educação e Comunicação. Líder do Grupo de Pesquisa Núcleo Infância, Comunicação, Cultura e Arte, UFSC/CNPq, tem experiência na área de educação, com ênfase no campo da infância, cultura lúdica, mídia-educação, formação de professores. No âmbito das atividades acadêmicas articula ensino, pesquisa e extensão a partir dos temas: mídia-educação, cultura digital na escola, infância, cinema e mediações culturais, processos de ensino-aprendizagem e dimensão estética na formação. Desenvolve atividades em parceria com o Centro di Ricerca sull’Educazione ai Media e all’Informazione (CREMIT) e participa da Red Interuniversitaria Euroamericana de Investigacion (ALFAMED)

Lattes: https://bit.ly/2UH8NuC

Martha  Prata-Linhares
Universidade Federal do Triângulo Mineiro

Doutora e Mestre em Educação: Currículo, pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Doutorado- sanduiche na Universidade de Queen’s, Ontário, Canadá (2005/2006). Graduada em Licenciatura em Educação Artística pela Universidade de Brasília (UnB). Professora Associada da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM), docente permanente do Programa de Pós-graduação em Educação da UFTM. Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Educação da UFTM nos biênios 2013/2014 e 2015/2016 . Associada a Associação Nacional de Pós-graduação e Pesquisa em Educação (ANPED), a American Educational Research Association (AERA), International Council for Education on Teaching (ICET) e International Study Association on Teachers and Teaching (ISATT). É membro de corpo editorial e consultora ad-hoc de periódicos especializados nacionais e internacionais. Membro titular do Conselho do International Council for Education on Teaching (ICET) desde 2012. Regional Vice-President da América do Sul do International Council for Education on Teaching (ICET) desde 2013 e membro do Comitê Executivo do International Study Association on Teachers and Teaching (ISATT) para o período 2015-2017, 2017- 2019 e 2019- 2021. Lidera o grupo de pesquisa cadastrado no CNPq Formação de Professores, Cultura Digital e Aprendizagem. Pesquisadora da Red Interuniversitaria Euroamericana de Investigacion (ALFAMED) e da Rede de Pesquisa Internacional sobre Desenvolvimento Profissional de Professores (RIDEP). Tem interesse, experiência e pesquisas na área de Educação com ênfase em formação de professores e desenvolvimento profissional docente na relação com os temas: tecnologias digitais, mídia, currículo, inovação e arte/educação.

Lattes: https://bit.ly/2SlQQAu

Maria Alzira de Almeida Pimenta
Universidade de Sorocaba

Doutora em Educação pela Universidade Estadual de Campinas, Mestre em Artes pela Universidade de São Paulo e graduada em Pedagogia pela Universidade Estadual de Campinas. Tem experiência na Educação Básica como professora, diretora e Coordenadora de EJA. No Ensino Superior, lecionou, nos cursos de administração, turismo e pedagogia, disciplinas que tratam de: gestão, comunicação, cultura organizacional, e administração. Integrou o corpo docente do curso de Pós-graduação em Educação da Universidade de Uberaba (UNIUBE). Atualmente, é professora do programa de Pós-graduação em Educação da Universidade de Sorocaba. É associada a ANPED (Associação Nacional de Pós-graduação e Pesquisa em Educação), ao International Study Association on Teachers and Teaching (ISATT) e ao International Council for Education on Teaching (ICET). Pesquisadora da Red Interuniversitaria Euroamericana de Investigacion (ALFAMED). Líder do Grupo de Pesquisa em Educação Superior, Tecnologia e Inovação (GPESTI). Suas pesquisas tratam sobre formação de professores, avaliação da aprendizagem, fraude acadêmica e ética.

Lattes: https://bit.ly/2OInXfq

Vânia L Quintão Carneiro
Universidade de Brasília

Possui Doutorado em Educação (Universidade de São Paulo). Pós-doutorado em comunicação (Universidade de Sevilha). Especialização em gêneros televisivos (Universidade Internacional de Andaluzia / UNIA), Mestrado em Tecnologia Educacional (Universidade Federal do Rio Grande do Norte), Graduação em licenciatura em matemática (Universidade Federal de Minas Gerais). Atualmente é professor associado 3 da Universidade de Brasília. Tem experiência nas áreas de pesquisa e de produção em Televisão e Educação. Possui trabalhos publicados sobre programação de TV e audiências infanto-juvenis, formação de educadores em comunicação audiovisual, educação a distância, TV na escola, mídias, educação e competências midiáticas. Coordenou a área de Educação, Tecnologias e Comunicação na Faculdade de Educação no Programa de Pós-Graduação e no curso de pedagogia. É líder do Grupo de pesquisa Educamídia (UNB/CNPq). É coeditora internacional da Revista Comunicar no Brasil.

Lattes: https://bit.ly/2SXQjoG

Alexandra Bujokas de Siqueira
Universidade Federal do Triângulo Mineiro

Graduada em jornalismo pela Universidade Estadual Paulista (1991-1994), fez mestrado em Educação pela Unesp (1995-1998) e doutorado em Educação Escolar pela mesma universidade (2001-2005). Fez doutorado sanduíche (2004) e pós-doutorado (2006-2007) na The Open University (Inglaterra). Foi pesquisadora visitante do London Knowledge Lab do Instituto de Educação da Universidade de Londres (2011-2012). Atualmente, é professora da Universidade Federal do Triângulo Mineiro, onde ministra disciplinas sobre leitura crítica da mídia (bacharelado em Serviço Social) e uso de mídias na educação (licenciaturas em História e Geografia) . É docente permanente do Programa de Pós-graduação em Educação, na linha de pesquisa “Formação de professores e Cultura Digital” e coordena o Laboratório de Mídia-educação. Foi bolsista do Programa Pesquisador Mineiro da Fapemig (2014-2016) e, atualmente, desenvolve projetos de pesquisa em Alfabetização Midiática e Informacional, Educação Aberta e Cursos Abertos Massivos Online (MOOCS).

Lattes: https://bit.ly/2unvs4q

Gilka Girardello
Universidade Federal de Santa Catarina

Professora titular da Universidade Federal de Santa Catarina, atua no Programa de Pós-Graduação em Educação, dentro da Linha Educação e Comunicação. Possui graduação em Comunicação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1978), mestrado interdisciplinar em Ciências Humanas pela New School for Social Research de Nova York (1990) e doutorado em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo (1998). Realizou pós-doutorado no Programa de Educacao Urbana da City University of New York (Pesquisadora Visitante/Fulbright/CAPES 2010/2) e no Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, ( 2011/1). Pesquisa principalmente os seguintes temas: comunicação, cultura, infância, imaginação, narrativa e formacao de professores.

Lattes: https://bit.ly/3c77ZW7

Letícia B. Torres Americano
Universidade Federal de Juiz de Fora

Doutora em Comunicação, Cultura e Arte pela Universidade do Algarve (UAlg), Portugal. Mestre em Comunicação e Cultura pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e graduada em Comunicação Social, habilitação Jornalismo, pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). É Professora Adjunto II da Faculdade de Comunicação Social, Universidade Federal de Juiz de Fora, atuando principalmente nos seguintes temas: comunicação mercadológica, publicidade e propaganda, planejamento de campanha, , comunicação organizacional, assessoria de comunicação e literacia midiática. Integra o grupo de pesquisa Comunicação, Arte e Literacia Mediática, em que desenvolve projetos de pesquisa, extensão e treinamento profissional acadêmico na área de Literacia Mediática e redes sociais.

Lattes: https://bit.ly/39lHNoC

Francisco J. Paoliello Pimenta
Universidade Federal de Juiz de Fora

Graduado em Comunicação pela Universidade Federal de Juiz de Fora, com mestrado e doutorado em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1987/CAPES E FAPESP e 1993/FAPESP), com parte da pesquisa de doutorado financiada pelo CNPq na Tisch School of the Arts da New York University (1991). Pós-doutorado em Ciências da Comunicação pela Unisinos (2011/CAPES Procad). Foi jornalista dos Diários Associados, Revista Manchete, Agência Estado, Jornal da Tarde (OESP) e tradutor. É Professor Titular e Tutor do Grupo PET/SESu da Faculdade de Comunicação da Universidade Federal de Juiz de Fora, onde foi o Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Comunicação (2006 a 2010). Atua no PPGCom na área de Semiótica e Epistemologia da Comunicação, pesquisando ambientes imersivos e redes sociais como bases para a disseminação de mudanças no pensamento e nos processos comunicacionais. Foi Vice-Coordenador (2009-2010) e Coordenador (2011-2012) do GT Epistemologias da Comunicação da Associação Nacional dos Programas de Pós-graduação em Comunicação – Compós e é Consultor ad hoc dos Comitês Assessores das Áreas Interdisciplinar e de Ciências Sociais Aplicadas da CAPES.

Lattes: https://bit.ly/2PluVr7

Confira mais informações no linkhttp://www.redalfamed.org/

Projeto do Observatório sobre Competência Midiática: https://bit.ly/2Thcc10

Link para o livro “Competências Midiáticas em cenários brasileiros: interfaces entre comunicação, educação e artes”: https://bit.ly/394KsDq

Apoio

Parceiros